quarta-feira, 4 de outubro de 2006

Paneleirinhos e Artistas

Sempre tive dificuldades de convívio com a morte. A mesma, por inevitável que é e por ser tão profundamente definitiva, quero-a longe. Longe de mim e dos que me rodeiam, de todos os que ouço falar, de TODOS.

O presente desabafo aparece no seguimento de mais uma aberração que se auto intitula “Arte”. A exposição fotográfica de seres humanos, antes e depois de estarem entre nós como seres vivos, acompanhada dos relatos dos seus últimos momentos de vida.

...

Já Vos contei, penso que em comment por aqui, ainda há pouco tempo surgiu um anúncio no Jornal Público na secção de emprego, a solicitar MENDIGOS para mendigarem nas ruas de Lisboa a troco de um ordenado base, com direito a comissões dependendo do seu bom desempenho. Ao ligarmos para o nº de telemóvel do anúncio, pois nem queríamos acreditar no que líamos, do lado de lá e após grande insistência Nossa e crítica a tamanha aberração trocista da vida humana, referiram-nos que se tratava de um ensaio de um “Artista plástico”.

Não pesco nada de Arte, o que é e deixa de ser Arte, já não entendo nada. Recordo-me é com isto tudo novamente no meu passado, dos meus tempos de Bairro Alto, dos grupos do saudoso Frágil dos inícios dos 90. Esse local era o preferido de duas faunas, classificadas simplisticamente por nós de: “Paneleirinhos” e “Artistas” ( esqueçam as sobreposições, fazíamos esta divisão para simplificar ). Nessa mesma altura e como era frequentador desse mítico local nocturno, auto-intitulava-me como sendo do grupo dos “Artistas”, mesmo sem ser Artista e com inúmeros amigos do outro grupo, com quem convivia, como hoje, descomplexadamente.

Agora e ao ver estas merdas todas, tenho vergonha de ter dito outrora que pertencia ao grupo dos "Artistas". Se soubesse então aquilo que sentiria hoje, com toda a certeza que diria com menos pejo que fazia parte do grupo dos “Paneleirinhos” !

29 comentários:

Xuinha Foguetão disse...

:)

E fazias tu muito bem...

Ao menos eras sincero.

Ahahahahahhaha!

Beijocas

APC disse...

Très bien!!! Tá vunito pacas! :-)))
[e olha o que eu trago para ti: um "h"! ;-)]

PS - Se não entendeu, reclame no meu estaminé. E não, não é um h de homem, claro que não! :-))))))

LoiS disse...

XU:
Olhe que ainda lhe cai um dentinho menina, tem tantaaa piadinhaaa !

APC:
Tu não és justa, desapareces da "minha beira" sem dizeres "mi voy queridu", reapareces e és assim, como tu, uma incógnita anónima secreta !!!
Aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii
O teu estaminé é areia a mais para a minha camioneta, tentarei mostrar-me, mas cheira-me que serei corrido à primeira oportunidade por alguns dos teus tão letrados habitués ... mas por ti, faço tudo "né" ?

Xuinha Foguetão disse...

;)

TONY, Duque do Mucifal disse...

GANDA LOIS! este tem post é de brandar aos céus! Quanto a mim tocaste mesmo no céu (Não tou a falar no 1 só céu...)
Não sei se agora como já não és artista, se andas a fumar cenas, mas que a tua inspiração tá elevada, lá isso tá. GRANDE, MAS MESMO GRANDE POST! Ainda vamos compilar uns post á maneira...sim á nossa maneira...sem ser uam cena à artista. Fazemos o lançamento na AV. Duque de Loulé sob a supervisão do nosso Visconde Pedro Ferreira!

Jade disse...

Lois, vi ontem nas notícias a reportagem e confesso que também não achei piada. No entanto, não podemos esquecer que as pessoas deram autorização para tal. Tal como tu, também não lido muito bem com a morte. Já falamos aqui no outro dia que em nome da arte ou daquilo que se auto-intitula como arte se faz de tudo um pouco.
Ah, e por favor, não me chames doutora!
Beijos!

freemind disse...

Eu bem que sabia que um dia ainda virias a admitir... lo, lol, lol,lol

LoiS disse...

Tony:

Temos que combinar essa cena pá! Afinal o nosso amigo do Brasil, ao andar por cá, com toda a certeza terá saudades das brasileiras...vi onde querias chegar !
Proponho o "Gallery", é que desconfio que tens lá garrafa ;)))))

Jade:

Doutor, Mestre, Dr.
Títulos que só neste país se utilizam com tanta frequência. Quando tenho reuniões com estrangeiros, acho piada ao tratamento cordeal que me fazem sem o título por trás, enquanto que com os Tugas, o tratamento soa a subserviência melosa de gente graxista !!!!

Beijos trintona ;))))))))

Tenho dito

LoiS disse...

Free:

Para teu alívio !

HAHAHAHAHAHAHAHAHA

vinte e dois disse...

Não me posso pronunciar sobre o assunto porque ainda não tive conhecimento dele, mas pelo que pude ler no teu post, bom... o termo arte talvez não seja o mais adequado, ou mesmo nada adequado..

LFM disse...

O teu post está muito bom (uma vez mais).
Sabes que apesar de não ser artista, este tema é dos que gosto mais de discutir.
Queres saber que mais... vou escrever um post dedicado a esse tema.

LFM disse...

Caro LoiS,
Afinal o meu post sobre arte vai ter de esperar um pouco mais (troquei-o por um sobre hamburguers, vê lá tu)
Afinal aquela exposição de que falas, segundo os seus autores, trata-se de uma exposição e não uma exibição de arte.

LoiS disse...

Obg. LFM.

Entra aqui a Wikipédia para nos ajudar nessa definição ... apenas coloco excertos para não alongar muito o campo aberto desta interessante discussão:

"...Ernst Gombrich, famoso historiador de arte, afirmou que:
nada existe realmente a que se possa dar o nome de Arte. Existem somente artistas (A História da Arte, LTC ed.)..."


Outra referência interessante:

"...Portanto Arte pode ser sinônimo de beleza, ou de uma Beleza transcendente. Dessa forma o termo passa a ter um caráter extremamente subjetivo, qualquer coisa pode ser chamada de Arte..."

Pelo menos o fotógrafo, penso eu, considera-se um artista.

Abraços rapaz

Jade disse...

Lois, seria pedir muito que não me chamasses doutora e muito menos trintona?!! Não me digas que achavas que eu tinha vinte e poucos aninhos? Quem me dera!
Relativamente ao tema em debate (parece que estou numa palestra) muitas são as definições de arte.O americano Morris Weitz, filósofo da arte considera o seguinte:
" O próprio conceito de arte é um conceito aberto. Novas condições (novos casos) surgiram e continuarão certamente a surgir; aparecerão novas formas de arte, novos movimentos (...)
Assim aquilo que estou a defender é que o próprio carácter expansivo e empreeendedor da arte, as suas sempre presentes mudanças e novas criações, torna logicamente impossível garantir um qualquer conjunto de propriedades definidoras (...)"
Desculpa a seca!
Beijos artísticos!

Pedro Ferreira, Visconde de Cunhaú disse...

Mas o que é isto!? A falarem na minha ausência???? :)
Não me digam que andam nas boites da vida!!!! Já abandonei essas lides tauromáquicas...

Anjinha disse...

Owa :o)

Tambem vi isso, achei um bocado estranho, mas se dizem que é arte é porque deve ser arte :o)
"uma multidao nao pensa" :o)
Eu nao tenho medo da morte, porque tem qq coisa que nos nao conseguimos perceber, um enigma :o)

Voltarei
Beijinho

Z disse...

Pois, não consigo concordar plenamente por uma razão muito simples. Qualquer das, chamemos-lhes, "manifestações" que mencionaste (permite-me o à-vontade de tratar alguém que não conheço, nem sequer da blogosfera, por tu), na minha modesta opinião, simplesmente NÃO É ARTE! A Arte não tem de ser apenas consonância, ou seja, não tem de ser apenas harmoniosa e bela no sentido mais tradicional do termo. O feio pode ser um objecto artístico... mas, quanto a mim (tenho de frisar isto muitas vezes, pra que não restem dúvidas de que é uma opinião meramente pessoal) a Arte é como a liberdade, acaba onde começa a liberdade dos outros!
Ou seja, essas manifestações não são artísticas por falta de princípios éticos, não estéticos; logo os seus autores não são artistas! E de qualquer forma é um pouco injusto tomar-se a parte pelo todo!
Não vivo em Lisboa por isso não posso frequentar o Bairro tanto como gostaria, mas quando o faço faço-o como artista (bem, se me perguntarem direi mais naturalmente que sou músico).
Já agora, sou Heterosexual e detesto paneleiros! Tenho muitos e excelentes amigos Homosexuais (há muitos, entre os artistas), mas com paneleiros não posso!!! E não tem nada a ver com a orientação sexual, não posso com um certo modo de ser!
Peço desculpa pelo comment tão longo... a minha sensibilidade artística sentiu-se melindrada!
Atenciosamente.

ARTEMINORCA disse...

Eu não vi a reportagem e, por isso não me vou pronunciar sobre ela. Os artistas, para mim, estão sempre ligados à sensibilidade... mas não ao bom senso!!!
Bom feriado Lois, ilustre desaparecido!

Yashmeen disse...

O conceito de arte é longo, abrangente e, acima de tudo, relativo. Temos o dadaísmo como exemplo: a sociedade olhou de lado os dadaístas e agora ocupam lugares de destaque nos museus. Não nos cabe a nós estas classificação; cabe sim às gerações vindouras. Contudo, acho que por detrás daquilo que nos parece uma manifestação de mau-gosto há sempre uma mensagem. Pelo menos, as pessoas são obrigadas a lembrarem-se de que os SEM-ABRIGO EXISTEM... É bem mais fácil virar a cara quando passamos por eles a caminho do trabalho, não é? Pelo que li, essa é a verdadeira intenção do artista.
Quem somos nós para dizer o que é ou não é arte? Para crucificar um artista? Não gostamos? Rejeitemos. Mas não sejamos "apedrejadores" das consciências livres. Cito o exemplo daquele artista alemão que usa corpos (diz-se que humanos, diz-se que réplicas) em decomposição como arte - uns adoram, outros não conseguem ver até ao fim. Ou o exemplo do outro (Dalí) que coleccionava as unhas dos amigos. Acabei de traduzir um livro sobre a História da Arte do séc. XX e uma das coisas (e foram tantas...) que aprendi é que os artistas são as "Marias Madalenas" da nossa sociedade. Mas é hipócrita que os apedrejemos hoje para amanhã os cobrirmos de glórias, como se fez com Picasso e Dalí. Portanto, a meu ver, a atitude mais correcta é deixá-los criar e não lhes dar demasiada importância. O tempo determinará o seu valor.

Mar e Serra disse...

Beijinhos

LoiS disse...

Após um FDS prolongado por esse belo país, com paragens no Alentejo e Beira Interior, folgo muito em ver por aqui registos de até agora desconhecidos bloguers.
Que sejam bem
vindos "Anjinha", "Z." e "Mar e Serra". tentarei retribuir a Vossa simpática paragem neste canto.

APC disse...

... "Ainda há pouco tempo"...
;-)

APC disse...

Ora-ora, injustiça a tua!
O blog é meu ou é dos outros?
TU és um habitué (nem que seja à força!;-)

LoiS disse...

Sabia q era isso!

O de "haver" falhou-me, como me falham outras coisas mais...como o tino por exemplo !!

Bjs Camões em versão sexy ;)

APC disse...

Antes faltar o h do que H! ;-)
Não que a mim me incomodasse, repara. Um bom artista é sempre um bom artista! :-)))
:-*

Tecas disse...

Fui empurrada até este blog. E a minha amiga, de infância, APC foi a autora desse empurrão. Quando lhe perguntei a causa, respondeu-me com uma afirmação impossível de contrariar: “porque sim!”.
Não me deu outra explicação, mas ainda me disse que me ofereceria, no Natal, a minha prenda preferida se acreditasse nela e se o fizesse.
Peço desculpa pela intromissão e por favor não me leves a mal, mas contra factos não há argumentos; além do mais não poderia pôr em risco a minha prenda de Natal. :-)
Um bom Natal para ti também!

LoiS disse...

O Natal é qd um "H"omem quiser e o teu Natal pode chegar bem mais cedo amiga Tecas ;)))))

Um Bom Natal então para todos !!!

Tecas disse...

Promessa, ameaça, intuição ou nada disso?
:-)

LoiS disse...

Segue mais a tua intuição e responde tu ;)