sábado, 21 de fevereiro de 2009

Knock-Out (quase...quase)

O desporto que pratico é positivo por se tratar de uma actividade desportiva.

Qualquer tipo de desporto é positivo, saudável, aconselhável a todos – dizemos nós!

No entanto há desporto e desporto…

O que me aconteceu ontem pela primeira vez, ao fim deste tempo todo como praticante, em que senti a luz artificial da sala a escurecer, o chão a fugir debaixo dos meus pés e entrada de estrelas cósmicas que teimaram em me circundar, demonstrou claramente que há desportos bem mais aconselháveis que aquele que pratico.

14 comentários:

Kitty disse...

Não leves a mal a minha opinião, mas eu não consigo conceber a ideia de chamarem desporto a uma prática que envolve mandar murros e pontapés ás pessoas...

LoiS disse...

Tenho convivido frequentemente com essa opinião, pelo que, não tens que julgar que a levo a mal.

Os desportos de grupo são, para mim, estimulantes, e o que faço está inserido nesse tipo, numa "turma". Sou incapaz de estar num ginásio apenas e só de volta de uma máquina.

Ok, tb podes pesar porque não me meto numa turma de cardio-fitness!mas isso aí já vai do gosto e do gozo pessoal. Cada um deve experimentar aquilo que gosta e, onde se sentir mais adaptado e motivado, deve apostar!

Graças a isso aumentei a minha frequência no ginásio e já lá vai muito tempo, ao contrário de muitos e muitas que fazem parte dele apenas por causa da mensalidade que pagam.

Tudo é uma questão pessoal, como a tua, que respeito e entendo!

PS. Estás convidada para vires a uma aula, nem que seja assistir ;)

Bjs.

Djinn disse...

hmmm praticas desportos de combate ou artes marciais certo?

Suponho que assim é porque pratiquei karaté e muitas coisas ouvi a esse respeito...hoje pratico iaido e jodo, o que inclui ter um iaito (katana não afiada) e um bastão de madeira com 1,28 mt o Jo...e perguntam-me epa isso estimula a violência vais cortar pescoços...no entanto a componente espiritual nestes casos é tão ou mais importante que a física, mas cada um interpreta as coisas à sua maneira.

Eu não vivo sem as artes marciais e todo o espírito a elas associado...é um modo de vida...

Kitty disse...

Lá está, acho muito interessante artes marciais, sei que nas artes marciais seja em treinos ou em competições a intenção não é partir os dentes a ninguém ou ficar com um olho negro, já nessas outras coisas de mandar pontapés e murros na cara das pessoas até ficarem sem dentes, não vejo nada de interessante :)ihihih

Obrigada LoiS mas eu vou ser obrigada a recusar o convite, de qq forma quando te voltares para outra modalidade, podemos repensar esse convite :)

Beijinhos
Kitty

●•° Histérica °•● disse...

Quando fazia ginástica acrobática também tive momentos menos felizes...em que a dor nos músculo era tanta que levou-me mesmo a desistir, já que sequer tinha forças para me manter em pé por 2 minutos!

Se só pelo facto de praticares faz-te sentir confiante o suficiente como se fosses capaz de fazer qualquer coisa então esse é mesmo o desporto ideal para ti. E os momentos menos felizes, como esse, são parte integrante da tua paixão por esse desporto, por isso, preocupa-te mais é em recuperar as forças para voltar com mais energia do que antes!


;D

lélé disse...

O desporto e/ou a prática de artes marciais são bons, também para uma pessoa poder descarregar a agressividade de forma positiva... Em qualquer actividade física há alguma violência, não há? Nunca pratiquei regularmente um desporto e detesto ginástica, mas já "ganhei" muitas nódoas negras, arranhões e esfoladelas à conta de joguinhos e brincadeiras...

LoiS disse...

Djinn: o Ioga complemmenta-te isso tudo.
Já passei pelo Karaté igualmente, mas em pequeno, tive uns anos no Krav-Maga, que é um mix de artes marciais composto numa eficaz arma de defesa, actualmente já lá vai algum tempo pratico Muay-Thai, que recupera o espiritual das artes marciais ;)

KiTTy: Dentes com protecção (boquilha), canelas com caneleiras, protecção nos ditos (coquilha), mãos com luvas já agora de umas elevadas "onças" para serem mais leves na cara. Antes disso, flexões, saltar à corda, abdominais etc etc. 60% da aula em "cardio" o resto em técnicas. Claro, protegidos fazemos um contra o outro. Alguns conheço que sobem ao ringue, o que não é o meu caso, e esses, precisam de treinar a sério com alguém, que foi o meu caso!

Histérica:

Deverias ter tentado outra actividade. Tive momentos desses, mas ou quando vinha de uma paragem longa ou tinha sido forçado em demasia.

LÉLÉ:

Nem mais, aqui, o respeito e a amizade são mais fortes que nos ditos desportos não violentos, nem duvides.

Capitão-Mor disse...

Já pensaste em algo mais pacato, tipo pesca desportiva? :)

LoiS disse...

Já pensei na caça de gambuzinos!!!!

Djinn disse...

Pois acredito, mas as artes marciais no meu caso estão associadas a um gosto mais profundo pela cultura japonesa (daí ter começado a estudar japonês), pela literatura, arte, história, sobretudo militar, pela gastronomia etc.

Quanto ao krav maga eu conheço por alto sei que é de origem israelita e tenho uma cunhada q pratica.

Quanto ao muay thai (boxe tailandês) conheço tb por alto e fiquei fascinada por ter visto recentemente o filme tailandês «ong-bak».

Digamos que na realidade aprecio o «espirito do guerreiro», a arte dos samurais etc...

LoiS disse...

... o "sashimi"; "saké".

Tens gostos interessantes!

Djinn disse...

Hummmm ok apanhaste-me!! Adoro comida japonesa!!! sushi, sashimi, saké quente ;) e mais umas coisitas!
Mas também gosto imenso de indiana ;)

LoiS disse...

Hummm mais uma menina fã do "AYA" estou a ver!

Só para nós, essa última tipologia gastronómica - goesa/indiana - é só a minha favorida estrangeira: Lamb...garlic nan...kurma...nham nham.

Tens muito bons indianos/goeses em Lisboa e os melhores da especialidade Tandoori no Algarve ;)))))))

Não queres a lista!?

Bjs

Djinn disse...

LoiS: Bolas!! Agora até me deste fome...conheço alguns restaurantes, e de comida goesa tenha uma amiga q tem um amigo dono de um restaurante de comida goesa ando para lá à séculos...

Lista??? Chuta!!! Claro! ;);)
Bjs