domingo, 28 de outubro de 2007

Coisas simples

Os artefactos mais simples e rudimentares são sempre aqueles que mais falta fazem numa casa e aqueles que mais depressa nos trazem saudades .

Ainda hoje quando meti a tampa do ralo da minha banheira no respectivo, reparo, logo de seguida, que já de lá não a conseguia tirar. - Trata-se de uma daquelas tampas que são levantadas por accionamento de um dispositivo para o efeito, situado na parte superior da banheira -

O raio da tampa não tinha o apêndice de trás perfeitamente esticado, o tal que lhe permitiria vir acima quando pelos meios mecânicos da banheira o tentasse fazer. Lá fiquei eu com a tampa que nem uma lapa colada ao ralo, ainda por cima, com alguma água por cima a ajudar à pressão.

Molhei o tapete do WC; o próprio WC ficou encharcado com as tentativas de tirar dali a tampa; molhei-me a mim mais do que ficaria com um duche e pior ... ainda me fartei de praguejar. Nada disso serviu para que a tampa dali saísse!!

Pseudo-Einstein doméstico que sou, imagino uma solução: uma ventosa daqueles de desentupir canos que tão bem me lembro dos tempos da minha juventude. Só que onde encontrar tal ventosa que nunca tive?

Bem pensado bem feito, após uma viagem de 5kms em busca da dita, - confesso que fiz a viagem por falta de coragem em bater à porta do lado para pedir tamanho artefacto - lá chego eu a casa com o desentupidor chupão e pronto!!! num ápice resolvo aquilo que deu cabo da minha cabeça parte de uma manhã de fim de semana.

A utilidade e a riqueza das coisas simples é de facto extraordinária.

8 comentários:

lélé disse...

É nessas alturas em que pensamos: "quando tudo for automático, computadorizado, eléctrico, sei-lá-o-quê, estamos fritos!"... Aliás, é uma situação que já ocorre com frequência demais!...

Paulo Sempre disse...

Encontrei este blogue quando procurava banheiras.´
Afinal...já sei o que fazer.
Abraço
.Paulo

Anónimo disse...

mas tu tomas banho?

LoiS disse...

Banana anónimo...catch!
Vê lá se telefonas ;)

Capitão-Mor disse...

O nosso problema é que já não sabemos lidar com nada que não tenha botões electrónicos! :)

blackstar disse...

"É curioso ver que quase todos os homens de grande valor têm maneiras simples; e que quase sempre as maneiras simples são tomadas como indício de pouco valor."

Giacomo Leopardi

LoiS disse...

Tão culta a menina...

De facto, a riqueza das coisas simples é demonstradora muitas das vezes da limitação das pessoas que buscam as mais complexas;

blackstar disse...

Cultíssima! :) Mas confesso que tive de procurar o nome do autor, porque nunca me lembro dele!