quinta-feira, 3 de maio de 2007

Novas Oportunidades

O projecto “novas oportunidades – aprender compensa” é louvável na sua essência, que visa globalmente virmos a ter uma população mais culta, melhor formada, mais educada.

A campanha de publicidade que é feita para promover este novo projecto do governo é que de facto é uma lástima, uma ofensa a todos os que não são Doutores/Engenheiros ou afins. Aliás, em termos de promoções é o que sabemos, cada tiro para o ar, cada anormalidade (recordemo-nos do ALLGARVE).

Esta campanha que passa na televisão é uma ofensa a todos os dignos artesãos, trabalhadores rurais, empregados de mesa e demais prestadores de serviços que claramente o anúncio aponta como pessoas sem ambição e activos de profissões "menores".

Sei que tendemos a caminhar cada vez mais para uma sociedade em que a imigração legal e ilegal se ocupará dos trabalhos encarados como “menores”, os tais que são esquecidos por todos sendo no entanto igualmente ESSENCIAIS. Parece mais uma vez que apanhámos uma moda com décadas de atraso, sim, já a temos há uns anos, agora a mesma tem é o aval do governo, algo que faltava!

Na França dos 60´s, eram os portugueses que se ocupavam das tarefas que os franceses não queria fazer (limpar casas, escritórios, trabalhar na construção...). Os tais trabalhos "menores” feitos por gente “menor”.

Mas voltando aos anúncios das “novas oportunidades”, aquele por exemplo em que a pivô da RTP aparece a vender jornais e a dizer que esse seria o futuro dela se não estudasse (se não tivesse ambição), é no mínimo ofensivo para todos os que trabalham, neste caso, honestamente como empregados de balcão!

Não será por exemplo, tão honroso o trabalho de um servente de pedreiro como o de um engenheiro civil? A crer na publicidade não o é!

Não será mais honrosa a função de um auxiliar de acção médica, que a daquele outro que estudou mais e é médico, mas que aceita luvas de uma farmacêutica para que prescreva determinado medicamento, em parte contra-indicado ao doente? A crer na publicidade não é!

Não será pior um dirigente desportivo que corrompe, promove a violência e instiga o ódio regional e clubista, que o cortador de relva que chega a casa todos os dias exausto mas feliz por ter cumprido o seu papel – ESSENCIAL - sem fazer mal a ninguém? A crer na publicidade não é!

Posso estar a ser excessivamente demagogo, no entanto o trabalho, qualquer que ele seja, quando feito com honestidade, é igualmente importante. Não deve ser minimizado e promovido à chacota como é o caso presente dos anúncios.

Mais educação sim, mesmo para os varredores de rua; pasteleiros; ajudantes de cozinha. Façam felizes também estes profissionais, para que sejam ainda melhores, mas antes disso, comecem a dignificar as suas carreiras. Não façam publicidades desta forma!

Dou uma ajuda à campanha num outro prisma e seguindo esse mesmo caminho:

Srs. Licenciados, Srs. com Canudo(s),

Se não arranjarem o emprego dos "ambiciosos", fiquem em casa, vivam de subsídios. Muito trabalho há por aí, mas esse que existe é para pessoas sem ambição, daquele tipo de gente que temos todos os dias a chegar cá, quer por via aérea, quer por via terrestre e marítima.

Triste demais.

9 comentários:

silva disse...

Lois concordo com tudo o que dizes no teu post e nem de propósito ontem comentei com uma amiga minha esses anuncios.
A campanha está péssima!! pareçe que querem substimar certas profissões! Qual é o problema de ser pedreiro, electricista, jornaleiro, cantoneiro de limpeza, etc... a sociedade precisa deles para se viver!!

Vivemos na sociedade dos Doutores! Como se um canudo significa ser melhor do que os outros.

enfim...

Breaking the Waves disse...

A campanha é do meu ponto de vista humilhante e ofensiva! Custa-me ver as ditas "figuras públicas" a aceitar dar a cara por tamanho disparate!

Maríita disse...

Bem, traduziste os meus pensamentos sobre o assunto, a profissão de canalizador é tão honrosa como a de gastroentrologista.

Beijinhos

Capitão-Mor disse...

Essa campanha é terceiro-mundista! Por essas e outras é que o nosso sistema de ensino é completamente deturpado. Acho que neste momento devia-se valorizar cada vez mais os cursos de cariz técnico e desvendar que esse pessoal até ganha muito mais que muita gente com canudo.
Enfim, tenho cada vez mais motivos para me orgulhar dessa república socialista! :(

blackstar disse...

Nunca vi essa campanha a que te referes! Para mim é indiferente o título de cada um: trato da mesma forma, com o mesmo respeito o Professor Doutor x que me deu aulas e o Sr.y que me serve o café de manhã!

LoiS disse...

Engraçado, que até dentro do PS, muitos se revoltam perante hedionda publicidade!

CaCo disse...

Maríita, apetece-me dizer: "exacto! os dois lidam com m****"... desculpa...

Concordo contigo, Lois. A campanha está má, o princípio é, no entanto, bom. Dar oportunidade a quem não a teve, na sua altura, e agora poder aproveitar a sua experiência profissional (seja ela qual for) parece-me bem.

É fazer as coisas certas da maneira errada. Portuguese stile.

Yashmeen disse...

Por acaso também já tinha pensado nisso. Não me parece a melhor forma de chamar a atenção das pessoas para a importância do estudo.

freemind disse...

Como sempre... vale a ideia, deplorável o meio utilizado. A eterna incapacidade de por na prática e de forma funcional as ideias concebidas em gabinete pelos srs. doutores e srs. acanudados.