sexta-feira, 19 de janeiro de 2007

Feras sobre rodas !


Nunca experimentaram agradecer simpaticamente no caos do trânsito ao condutor que se encontra do vosso lado, previamente a mudarem de faixa ?

Normalmente resulta, é que a antipatia e o stress reinante na condução da cidade é tal, que se alguém é simpático ( mesmo por interesse ) com o seu semelhante, provoca no destinatário um sentimento ecológico de preservação da espécie. A sério !

Mas nem todos são tão permeáveis assim, nomeadamente o animal da minha preferência sexual, de facto, trata-se de um animal em mutação, pelo menos aqui na cidade. A doce, angélica, passiva, envergonhada e pouco ousada condutora, deu lugar à mais temível e perigosa fera da estrada.

Elas fazem ziguezagues para passar à frente de uma ordeira fila, quase que atropelam velhinhas na passadeira, colam-se aos carros e buzinam por tudo e para todos. Conseguem mesmo ser bem piores que os mais ignóbeis condutores, piores que os condutores de fogareiros ( taxis ) por exemplo, a tal espécie que era a dominante nestas artes, pelo menos por estas paragens.

Só não sei se lhes mostre o dedo ou o apêndice que o dedo representa !

Irra ...

11 comentários:

Xuinha Foguetão disse...

Nem todas, Lois!
Nem todas!

Mas a mostrar, mostra-lhes o apêndice.
Elas agradecem.

Ahahahahahha!

Beijos

taizinha disse...

Concordo. Com a Xuinha, claro. Pode é acabar em tragédia.

LoiS disse...

A ginástica necessária para o que aconselham, poderá de facto provocar um acidente, é essa a tragédia !

ritó disse...

Acho que só a tentativa de lhes mostrares o apêndice, faria com que a tua condução, por momentos, fosse pior e mais perigosa do a do Ser que descreves...

Mais uma coisa, generalizar pode ser uma tremenda injustiça!

Beijos

Paula disse...

Nem uma coisa nem outra, se faz favor! O dedo não gosto de ver... é falta de educação! Mostrar o que o dedo representa, muito provavelmente, levar-te-ia a um acidente de trânsito, por isso, também desaconselho! ;)
Sorri... o nosso sorriso perante a azelhice dos outros tem um óptimo resultado! Acredita!

Agora, olha lá, as meninas não são todas iguais, ok? Ai a vida!

Capitão-Mor disse...

Elas têm que extravsar as suas frustrações para algum lado, não é verdade!?

mystic disse...

Sabes que muitas dessas azelhices foram fruto das excelentes aulas de condução que tiveram e deixa-me cá ver... hummm...99% dos profs... são... homens!

Espera até eu arranjar a minha "carripana", vai ser mais uma a meter-se á tua frente lol.

LoiS disse...

Meninas. Aceio que o post foi demasiado generalizante, retrato-me aqui:

As mulheres e a condução sempre foram, para mim, um exemplo de calma, civilidade e responsabilidade. Por vezes admito que num exagero perigoso mas enfim, sempre melhores que os anormais que têm a mania que são os ases do volante e que a estrada é só deles.

Desilusão total é o que actualmente vejo e o que retratei muito ao meu estilo em post ( que me deu um gozo enorme ao roçar a falta de educação e o extremismo ), sobre esta mudança radical de atitude que para mim é chocante e de todo surpreendente.

Assisto a isso todas as manhãs, não sei se as tardes lhes trazem bonança, mas as manhãs têm sido infernais, com dedos apontados a mim e quase batidas de " chega para lá " no " meto-me à frente e fica tu para trás "!

Claro que generalizei, eu sei !
É por estar em choque pois vem de quem nunca esperariam !!!!

MUTAÇÕES ;))))))))))

Bjs e bom fds, saio já para o sol enquanto dura, espero n apanhar condutores de fds, hum ... talvez sejam melhores ;) !!!!

eduni disse...

Bem que eu gostava de dizer que não tens razão nenhuma, mas assisto ao mesmo cada dia que me desloco de carro nesta cidade!...
(sim porque de Metro não se vêem dessas coisas)

Infelizmente essas Senhoras dão fama à generalidade das mulheres... e depois não há distinção.

Mas, verdade seja dita, não são só as mulheres que o fazem... Também são as mulheres - é diferente!

A ideia de que a mulher é um ser dócil e frágil é posta de parte ao assistir a estas coisas no transito da nossa capital (e não só).

TONY, Duque do Mucifal disse...

o falta de civismo Lois, não escolhe Sexos. Infelizmente estamos a viver numa sociedade que cada vez não respeita o próximo. É a lei da competitividade no seu extremo.

Lenis disse...

Pois, posso dizer o mesmo dos homens - nem um sorrisinho simpatico logo pela manhã os faz alterar as atitudes agressivas e mal educadas.
No fundo não é uma questão de sexo mas apenas de trato, educação e civilidade. E pelo andar das coisas, parece-me que este país por mais que evolua, nunca vai conseguir ser um país civilizado, porque a civilidade tem e ver com as atitudes de cada individuo e neste campo a educação neste país está pela hora da morte.