quarta-feira, 6 de setembro de 2006

Não há amor como o primeiro


Avizinha-se a publicação de mais um semanário, que pelas primeiras e convencidas opiniões do seu director – ex-director do EXPRESSO – promete liderar as publicações de semanários em poucos anos.

Faz-me recuar no tempo esta nova publicação, ao tempo em que fui cobaia do Ministério da Educação. Tinha 17 anos e era um tipo do 12º da área científica. Queria ir para a universidade e para tal tinha que passar por um novo crivo, a célebre PGA – Prova Geral de Acesso ( pois, eu sei, foi à uns 50 anos atrás - lol ).

Na altura, todos preocupados acreditámos naquilo que nos diziam: “ vai ser uma prova para o pessoal das línguas, que domina o Português, para aqueles que pretendem seguir áreas como as da Filosofia e afins “, outros diziam, “ pá, cultura geral e contemporânea é fundamental “. Andávamos todos às aranhas !

E assim começou o meu hábito de leitura do semanário EXPRESSO, que até hoje, poucas edições perdi. No início comprei-o com o intuito de me preparar para a dita prova, depois, entranhou-se de tal forma que não sinto que é sábado se não o compro. Aliás, tenho um par de edições guardadas que me recordam dois momentos que são um marco na minha vida. Quero olhar para elas daqui a umas décadas e recordar as histórias dessas semanas, as minhas e as do país e do mundo!

Estou muito expectante com o novo jornal que aí vem, o SOL, claramente a fazer frente ao desde sempre “meu” semanário EXPRESSO.

O Director desta novidade é alguém cujas opiniões políticas, escritas em coluna de opinião do EXPRESSO, lia com toda a atenção e respeito mesmo divergindo delas.

Resta-me agora esperar por esta novidade e pelas coisas boas que eventualmente traga o novo semanário, mormente o meu coração em termos de semanários ficar para sempre ligado ao EXPRESSO.

É que não há amor como o primeiro !

51 comentários:

Ana disse...

Parabéns, Lois! Acho que o teu blog ganhou uma novo fôlego... Tens escolhido temas interessantes para debate. Na próxima edição o Expresso vai sair remodelado e custar menos 20 cêntimos. Uma medida possibilitada pela poupança em papel que a
adopção do formato 'berliner' (tamanho menor que o actual
'broadsheet') irá permitir ao grupo Impresa. Espera-se também mais cor e uma informação mais compacta. Estou mais curiosa com esta mudança do Expresso do que propriamento com o lançamento do Sol. É que para começar não gosto do nome...

Maria disse...

Pois eu tenho seguido com atenção a forma como o Sol vai ser recebido pelo Espresso. Não deixa de ser curiosa uma total remodelação deste último, uma descida de preço (mesmo que aparentemente rídicula) e ainda o lançamento de uma colecção de DVD's de excepcional qualidade, gratuitos na compra do jornal, exactamente na mesma data do lançamento do Sol.

Pelos vistos as guerras de audiências já chegaram ao Expresso durante décadas líder incontestado do mercado português.

Beijinhos

vinte e dois disse...

O lançamento dos DVDs é uma boa estratégia para lançar uma nova publicação. Como bons portugueses que somos, quem resiste a uma boa "borla". Vou comprar, não que o Expresso seja o meu jornal de eleição, mas pq estou curioso por ver as novidades. Pode ser que me venha a conquistar ;)

LoiS disse...

Algumas notas de interesse que fui lendo:

- os "mupis" publicitários esgotaram, reservados pelo EXPRESSO, ao ponto da campanha de lançamento do SOL não ter espaço nessa via

- A Capital de Risco do BCP é sócia deste novo projecto, e estes tipos não se metem em nada que não acreditem que vai dar muito dinheiro

- O EXPRESSO realmente baixa o preço 20 cêntimos, justificando-se com o novo formato e maior peso de receitas publicitárias por esse facto

- o Saraiva do SOL refere que em 3 anos estará à frente do EXPRESSO em vendas ( já o independente o dizia em tempos! )

Conclusões:

A livre concorrência e o mercado aberto só trazem vantagens aos consumidores !

vinte e dois disse...

Nem sempre, Lois. Quando comprei o meu carro, o gasóleo estava a 70 cêntimos e estás a ver agora o preço? Tudo isso fruto do mercado aberto ;)

LoiS disse...

Sim , de facto sempre tens uma Venezuela com preços bem mais baratos. Mas um segredo, é autosuficiente em petróleo...a questão dos combustíveis é um mau exemplo. Aqui funcionam em cartel, com o monopólio encapotado pela GALP e com um estado a aplicar impostos muita acima por exemplo do vizinha Espanha.

Sabes que de monopólios nem posso ouvir falar, só à bem pouco tempo consegui fazer frente à Netcabo, com a ameça de fugir para a CLIX ! Diminuiram-me a factura mensal em 12 euros !!!!

Andorinha disse...

Pois olha, eu tenho uma grande amiga e jornalista que foi convidada (e aceitou) pra trabalhar no SOL. Sei de fonte primária portanto,e há mto tempo, qual vai ser a Equipa completa, e deixa que te diga que foi escolhida a dedo pelo Saraiva e se aguarda um grande jornal, pq este senhor não deixa nada pela metade! Eu deixei de ser fã do Expresso a partir do momento que o meu braço se queixou do peso do saco cheio de publicidade e páginas a empalhar... De qq forma, acho q nada como a concorrencia pra por o mercado a funcionar, e neste caso acho que vai ser uma bomba fantástica pra nós! Espero que estes senhores apostem na qualidade, até das borlas! hehehe
E que não façam como os canais de tv que têm vindo a deteriorar a olhos vistos. É que já não há pachorra pra mais 24 horas...

LoiS disse...

Temos por aqui também uma grande jornalista, mas que trabalha num outro grupo, que bem que poderia enriquecer-nos com os seus conhecimentos de bastidores, esperemos que aceite o repto !

Ora bem Passarinha, amiga que foi para o SOL e que refere que só os melhores foram convidados, não se estará ela própria, de uma forma simpática, a autopromover ?????

Também estou expectante, comprarei o Expresso e o Sol nos primeiros tempos até ver !!!!

Andorinha disse...

Nada disso Lois, ela é hiper-crítica tanto com ela como com os outros. É curiosamente, das pessoas mais discretas e humildes q conheço, não é nada peneirenta, snob nem coisa q se pareça. Ela falou da qualidade dos jornalistas que iam integrar as OUTRAS equipas (que não a dela) e foi esses que ela gabou por gostar do trabalho dos mesmos.
Ela fará parte do caderno de economia, é especialista em Macroeconomia. Assina como Marta Moitinho Oliveira, fez parte da Equipa do Diário Económico, do Jornal de Negócios (outro grupo diferente ainda)e agora do SOL.Com outras propostas em cima da mesa, escolheu o desafio e a nova equipa.Lê e fica atento! Pra gabar o cesto tou cá eu, não é preciso ser a minha Martinha (q se descobre q eu digo aqui estas coisas todas rifa-me!lol)
Algo más cariño?

LoiS disse...

Apenas sub-entendi do teu relato. Mas sou cauteloso o suficiente para n pré-formatar uma imagem definitiva quanto à pessoa apenas por um relato !

Agora que subsistiu uma dúvida, sim !!!

Desejo as melhores sortes para a tua amiga.

Lembro-me também de um vizinho, da altura, que não trocou a RTP pela recém formada SIC, hoje - mas perdi-lhe o rasto - acredito que se tenha arrependido, tantos são os que nesta reestruturação sairam como que obrigados .

Opções !

ARTEMINORCA disse...

Lois:
Desde já queria pedir-te desculpas pela forma como respondi à tua argumentação sobre a classe dos professores. Não é meu hábito ser tão agressiva mas sinto-me muito cansada com toda a situação que se vive. Concordo plenamente contigo quando dizes que a nossa profissão tem pessoas que são sempre contra as mudanças, avessas a tudo que está adquirido. Acho, até, que os nossos sindicstos não representam, de facto, os nossos interesses na dignificação da classe. Penso é que nos telejornais não se diz tudo e não percebo porque é que os jornalistas quando ouvem uma opinião não fazem as perguntas que seriam esclarecedoras. Por exemplo, relativamente às aulas de substituição. Eu estou plenamente de acordo que os miudos não tem culpa do absentismo de algumas poessoas irresponsáveis e, portanto, não devem ter tempos mortos na escola. Mas quando o Ministério diz para se preencherem esses tempos mortos não se lembra das condições que as nossas escolas têm nem da dificuldade que os professores têm em mudar uma situação instituída de gazeta ou feriado para uma aula a sério. Concordo plenamente que esse tempo seja aproveitado mas é necessário que haja condições fisícas. Por exemplo se a gazeta for a Educação Fisíca e não existir uma sala disponível para esses alunos estarem a ter uma aula normal?
Por outro lado, concordarás tu numa avaliação de professores que está sujeita a quotas? Eu sinto-me avaliada todos os dias pelos meus alunos, não me importo que os pais, colegas, inspectores me avaliem, mas não acho bem que numa escola em que se chegue à conclusão que existem 6 professores excelentes só porque há 4 vagas eles sejam despromovidos a Muito Bons e por seu lado outros tantos Muito Bons terão de descer a Bons porque já não há vagas.
Sabes o que acho? É que que quem, de facto, se sente com estas medidas são os tais professores carolas que adoravam a escola e que se viram metidos no saco dos baldas. Os que nada faziam continuam sem fazer nada, só passam mais tempo na escola e os que faziam sentem-se desmotivados por um sistema que não está a ser justo. Concordo com areforma aos 65, concordo com exame no início de carreira, discordo até que se tire a entrevista (seria um sinal de seé apto ou não), concordo que os pais interfiram, concordo que a sociedade seja exigente com quem educa. Mas também concordo que o Ministério dê mais meios, que um professor que está a 300 km de casa não pode ser tão bom como o que está a leccionar na terra onde vive, concordo que se excluam os que não estão vocaciuonados para dar aulas.
Olha, desculpa o relambório. Não é nada contra ti mas estou exausta!
Abraço de reconciliação! Luísa

ana disse...

Lois,sabes que a discrição é por vezes necessária nos bastidores deste mundo do jornalismo... Por isso não posso revelar segredos. De qualquer forma, confirmo o critério apertado na escolha da equipa redactorial do Sol, como referiu a Andorinha.
Para além dos convites pessoais, centenas de candidatos foram submetidos a provas teóricas e práticas, de grau de exigência elevado, com o objectivo de integrar a equipa, alguns deles apenas como colaboradores.

Pedro Ferreira, Visconde de Cunhaú disse...

"O Independente" era bem superior ao "Expresso" na época de Portas e associados. O semanário balsémico, foi sempre o símbolo máximo da classe média acomodada do país. O jornal do sistema, que não gosta de levantar poeira e que gosta de agradar a todos os governos. Sempre apreciei a sua secção de artes e alguns artigos da revista mas o nível editorial caiu muito. Este Verão então foi demais com todos aqueles boatos das conspirações da extrema-direita.

ARTEMINORCA disse...

Eh pá, desculpa as gralhas do meu texto e o facto de ele não ter a ver com o teu post mas achei que devia escrever o que escrevi!
Beijo, Luísa

LFM disse...

Também eu compro o expresso e também eu vou comprar o Sol. Depois logo se verá em qual 'investirei' o meu dinheiro.

Jade disse...

Olá Lois! Infelizmente ou felizmente, não sou uma leitura assídua do Expresso. Em primeiro lugar, irrita-me a dimensão do jornal que não dá jeito nenhum para ler (penso que vai ser redimensionado); em segundo lugar, como filósofa que sou (és tu que o dizes...) acho que o jornal se centra demasiado em assuntos económicos e empresariais para os quais não tenho muita paciência. Tenho pena, sim, que o Independente tenha acabado porque era um semanário que me lembrava a minha inquieta vida de estudante, os meus lirismos, idealismos e outros ismos. De qualquer das formas, aguardo com expectativa a remodelação do Expresso. Pode ser que desta me cative. Nem sempre o primeiro amor é o mais importante!
Beijos!

TONY, Duque do Mucifal disse...

já vários ameaços à liderança do "Expresso". Em relação ao SOL acho o nome PÉSSIMO. Não tem nada a ver com jornalismo...e mais uma vez remete-nos para a característica cada vez mais isolada que temos...SOL...bem, adiante, pelo que me percebi o SOL será um jornal que vai misturar estilos...quer pelo formato quer pelas colunas a publicar.
A alteração do Expresso exigia-se desde há algum tempo. O jornal era de dificil manuseamento.
Relativamente ás borlas, posso-vos garantir que aqueles filmes a distribuir gratuitamente cheiram a báfio...todos eles já foram distribuidos numa campanha similar pelo Publico. Eu, como bom tuga, comprei esses DVDs inseridos nessa mesma campanha.
E não se esqueçam que os jornais gratuitos conquistaram paulatinamente uma importante quota de mercado.
Vamos ver qual a sustentação do SOL.
É uqe não me esqueço que A CAPITAL e O INDEPENDENTE jazem nas brumas da nossa memória...

Maria disse...

Lois,
A jornalista de que a Andorinha fala é uma pessoa extremamente cuidadosa no seu trabalho, leio diversos artigos dela no Diário Económico e normalmente são isentos.

Tony,
tens razão, Sol é um nome rídiculo para um jornal, vai ser o Sol da nossa vida? LOL

Beijocas

LoiS disse...

Arteminorca:

ÉS LINDA
Beijos grandes

Ana:

Quem sabe, sabe !
Pena seres mais voyeur que activa neste canto, efeitos da nossa adolescência ?
Aparece mais, sei que deves andar farta de escrever, mas mete sempre alguma coisa aqui !!!
Beijos grandes

Visconde:
Pá sabes que não sou bem de direita, sou um gajo ao centro que tombo para um lado e para o outro em diferentes matérias ( aborto, toxicodependência, homossexualidade etc. ). O Independente sempre o achei uma nódoa, um tablóide encapotado por notícias políticas, o mesmo reflectia uma direita elitista, demagoga e oportunista ... bastou para tal vermos o guru Portas ao passar para o lado do poder, com a queda dos ideais que apregoava na escrita do Independente...enfim!
Quanto às notícias sobre a extrema-direita também senti que o EXPRESSO estava sempre bem informado...sempre, tenho algumas teorias sobre isso, algumas !
Abraços Reais

LFM
Somos iguais nisso, terei que abrir os cordões à minha carteira nos próximos Sábados que se avizinham
Abraços

Jade Jade Jade:
Podes sempre encontrar lindas filosofias na queda abrupta do PSI 20, ou melhor, nas opiniões políticas de qualquer um dos colunistas do EXPRESSO.
Falaste em outros ISMOS, não estarias a referir-te a COMODISMO ? ( sou assim, não posso fazer nada quanto a isso lol )
Subscrevo a tua “ nem sempre o primeiro amor é o mais importante” mantendo a minha.
Beijos Grandes, ( deixa ver ... agora ) Beijos Socráticos

Tony:

Li que o EXPRESSO já tinha tipo um monopólio na publicidade, ou seja, quem quisesse entrar em determinado mercado, como o dos opinion leaders, segmentos XZT ou lá o que raio era e etc. ( específicos dos leitores do jornal EXPRESSO ), tinha que se sujeitas a preços exorbitantes e a inflexibilidades negociais, bem típicas de um jornal que não se sentia ameaçado e que sabia que todos fariam fila por um espaço nele.
Como já aqui escrevi, a concorrência só trará ganhos para todos, inclusive para nós, consumidores .
Falta o nosso almoço, tenho saudades tuas rapaz, abraços !

Marie
Linda, tens a sorte de conhecer então as duas jornalistas de quem se fala por aqui, SORTUDA.

Bjs e abraços a todos

Xuinha Foguetão disse...

E eu a pensar q o teu primeiro amor era a PlayBoy!

Ahahahahahahaha!

LoiS disse...

E o 2º és tu Xuzinha !!!!!!

Xuinha Foguetão disse...

Ahahahahahahha!

Era o que mais te faltava!

Nem penses.

FOGE

LoiS disse...

És enorme e sabes o que vales !!!
Obg pelo conselho !!!!!

Xuinha Foguetão disse...

Sempre às ordens!

Estamos cá para ajudar cavalheiros com tendência a devaneios amorosos.

São 100€.
Faz favor.

LoiS disse...

Depois disto apenas me resta:

- No comments

Xuinha Foguetão disse...

Chicken!
Chicken!


Pôôôôô Pôôôôôô Pôôôôôô

De qq forma n te esqueças de transferir a guita! :)

LoiS disse...

É esta a altura em que eu me pergunto:

- LoiS, pq é que sempre tiveste um fraco pelas miúdas do nuerte ???

Resposta:

- Ng é perfeito !

LoL

Xuinha Foguetão disse...

Ahahahahaha!

Ainda bem.

Está na horinha de te virares para as miúdas do sul.

A malta aqui do nuerte é muito materialista, capitalista e essas coisas.
Não iam condizer ctg. ;)

Ahahahahahaha!

LoiS disse...

Esta guerrinha irónica Norte-Sul está para durar querida, ou julgas que eu sou um tipo de virar a cara à guerra!

As do Sul já as conheço a todas !!!

LoL

Xuinha Foguetão disse...

Podes sempre começar a pensar conhecê-lOs.

Sempre mudavas de ares.

Ahahahahahaha!

E continuava a ficar-te mais perto.

:P

LoiS disse...

Nc me senti tentado!!!
É bom?

Xuinha Foguetão disse...

Boa pergunta!

Mas estás sempre a tempo...

Pensa com carinho!

Ahahahahahha!

TONY, Duque do Mucifal disse...

e o SOL?

LoiS disse...

Pita!

LoiS disse...

Pita!

Xuinha Foguetão disse...

Cota!

De ideias retrógadas.

Há que aceitar novas experiências.

LoiS disse...

Deixa ver, tás muito à frente, pois...muito !

Tony:

O SOL, retomando o nosso tema, tem como slogan, " O SOL quando nasce é para todos "

Xuziha, mas eu sou só para algumas ;)

LoiS disse...

Deixa ver, tás muito à frente, pois...muito !

Tony:

O SOL, retomando o nosso tema, tem como slogan, " O SOL quando nasce é para todos "

Xuziha, mas eu sou só para algumas ;)

Xuinha Foguetão disse...

Lois,

só isso?

Nem Xuzinha sabes escrever...

Fogo! Que resposta fraquinha!

Tás a ver um caracól?

Estás quase a apanhá-lo!

Eu vou muiiiiiiiiitooo à frente...

LoiS disse...

Caracól ????

Xuinha Foguetão disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Xuinha Foguetão disse...

Oui!

Escargot.

Capiche?

LoiS disse...

Nager dans les eaux troubles,des lendemains, attendre ici la fin
flotter dans l'air trop lourd
du presque rien, a qui tendre la main.

Si je dois tomber de haut, que ma chute soit lente, je n'ai trouvé de repos, que dans l'indifférence.

Pourtant, je voudrais retrouver l'innocence, mais rien n'a de sens, et rien ne va.

Xuinha Foguetão disse...

Nadar nas águas turvas, dos dias seguintes, esperar aqui o fim.
Flutuar no ar demasiado pesado
de quase nada, a quem estender a mão.
Se devo cair de alto, que a minha queda seja lenta, apenas na indiferença encontrei descanso.
Portanto, queria reencontrar a inocência, mas nada tem sentido, e nada vai.*

O que é que isto tem a ver com o ceracól? Ou com a nossa conversa?

NECA

*tradução gentilmente cedida pelo Nélsito.


Muahahahahahaha!

LoiS disse...

Não me metas num triângulo please OUTRO NÂO !!

Fica lá com o teu Nelsito ( é brasileiro ? )

LoL

TONY, Duque do Mucifal disse...

pá, andas a escrever a dobrar? não me digas que andas a ver a dobrar? MALDITO BORBA!

LoiS disse...

TONY NC MAIS ALMOÇO CTG ::: FÉNIX
VINHO DE BORBA É O Q DÁ !!!

Xuinha Foguetão disse...

Pensava que gostavas de triângulos...

Estou a ficar preocupada com uma coisita.
Quem vem aqui responder na minha hora de treino?
Será que tu amuas se eu não aparecer por aqui nas próximas horas?
Será que se chegarmos aos 50 comentários eu vou ter direito a uma recompensa monetária?
Será que se atingirmos tal meta tu n me obrigas mais a comentar no teu blog?
Estou muito preocupada.

Sobrevives?

Sinhe?











Isso é um sinhe?

Boa! :)

vinte e dois disse...

Só falta mais um comentário para além do meu para os 50!!
Não sabia que falavas francês! Muito bem! ;D

LoiS disse...

Não seja por isso !!!!

Merci 2e2

LoiS disse...

Xu:

Que seria de ti sem mim na blogosfera !