segunda-feira, 17 de julho de 2006

Diário pelos Nuertes

Subi ao Nuerte na sexta-feira passada pelo final do dia. A “Capital do Mueble” era o destino dessa noite, primeiro ainda tive que me enganar, como é da praxe, tive que dar a volta maior para encarrilar na estrada correcta. É que a croma do Hotel informou-me para não sair na primeira placa que dissesse Paços de Ferreira, mas sim na que, igualmente, dissesse Sabrosa ! Culpa dela, pois não existia tal placa na estrada por onde ia o que me obrigou a ir dar uma volta a Amarante !!!

Lá me instalei, fui depois e já quase fora d´horas fazer um reconhecimento ao “miolo” da localidade em questão, de camisa com mais um botão do que é normal aberto ... pois ... calor!

No outro dia de manhã lá vou eu ... para o destino desse dia, para os lados da Rebordosa ! hehehe ! nomes giríssimos e de locais não menos belos. Muitos negócios por contra própria, muito mobiliário, muita madeira, muito pastel – será que todos pagam impostos ? opsss !

Nuerte ai como adoro o Nuerte !

24 comentários:

Maria disse...

:)! Tu adoras essa vida, essa é que é essa!

Beijos com saudades,
Marie

LoiS disse...

Uma amiga aqui ao ler tanta viagem ainda pensou que eu era Delegado de propaganda médica HEHEHEHEHEH.
Não sou, informo os que não me conhecem, desta vez foi para dar formação/aulas a uma turma de uma Pós-Graduação. Gente 5* que acaba de me convidar para um fim-de-semana radical de convívio!!!!
Ai como adoro o Nuerte!

Maria disse...

Eu não digo?!

Um destes dias ainda te mudas para lá!

Beijos

Lígia disse...

crominho... ninguém se engana assim, mouro!
E sim tens razão o norte é que é! eu tava ai na mouraria e vim para aqui, para o pé dos morcões, estasse bem melhor, mais ar puro, mais calma tuda mais menos o stess.
Desculpa a cena da faixa mas tava uma tosta que não se podia

edunileo disse...

A nível de nomes de localidades, posso ainda informa-te de outros também "engraçados", tais como:
Bêbeda (Sines), Endiabrada (Aljezur), Venda da Gaita (Tomar), Monte do Trambolho (Évora), Aliviada (Marco de Canaveses), Colo do Pito (Castro Daire), Cama Porca (Alhandra), Focinho de Cão (Aljustrel) ou ainda as tão famosas Picha (Pedrógão Grande) e Rata (Arruda dos Vinhos).

TONY, Duque do Mucifal disse...

isso é que é...saia um post com a denominação mais sonantes das nossas localidades.

Pedro Ferreira, Visconde de Cunhaú disse...

Realmente os nomes das localidades dessa região são bastante curiosos. O meu pai era dessas bandas, por isso sei do que estou a falar! :)
No entanto, não critico o espírito empreendedor do Norte. Apostam mais no negócio próprio do que a malta do sul que se prefere acomodar ao seus rotineiros empregos das 9 às 18h...

Lígia disse...

desculpem lá.... nomes das localidades "dessas zonas"??? que me dizem a Ranholas e Abuxarda? aí mesmo ao pé de Sintra?

Lígia disse...

agora que falo nisso... é Abucharda ou Abuxarda?

apouca disse...

Olhaa lá.... tu não me fALES EM IMPOSTOS, enetendido????

LoiS disse...

Falemos de impostos e de patriotismo sim senhor. Sei que é prática corrente, em muitas empresas desre Nuerte, vendas de, por exemplo, € 200 000 sem factura para € 20 000 com ... isso é contribuir para o desenvolvimento do país ? ou dos Ferraris parados na horta ? aiiiiiii Lisboa, no seu "comodismo" que contribui na maioria para a riqueza DE TODO O PAÍS ... assim o dizem os dados e valores económicos de IRC / pagamentos de IVA IRS PIB ...
Caso para perguntar ? tanto dinheiro no Nuerte mas que não se vê refletido nas contribuíções deste país !!!!!!

TONY, Duque do Mucifal disse...

que se penhorem as retretes dessas empresas incumpridoras!

LoiS disse...

E isso dá o q ao país ?

Lígia disse...

que se aumentem os postos de emprego criando uma rede eficaz de combate aos impostos! com o dinheiro cobrado dá certamente para pagar aos mecos

Pedro Ferreira, Visconde de Cunhaú disse...

Essa dos Ferraris, está um pouco gasta,não? Vais-me desculpar mas isso é conversa típica de funcionário público! :)
Numa república das bananas, cada um se safa como pode! E não me venhas dizer que se pudesses não fugias dos impostos!
Esses pelo menos ainda têm os negócios abertos (com ou sem ilegalidades), pior fizeram aqueles que mamaram subsídios e nem sequer produziram nada. E se não fossem as fabriquetas de Paços de Ferreira, Paredes, Rebordosa e afins, onde é que aquela gente iria trabalhar? Eram mais uns que iriam desembarcar em Lisboa prá molhada!!!!

LoiS disse...

O mal é do país, não empurremos geográficamente esta questão. Embora me dane o facto de todos dizerem que a riqueza gerada no país está concentrada numa zona quando todos os indicadores económicos não o demonstram ( então como é, à fuga ou não?).

Está gasta a estória do Ferrari sabes porquê? porque as Finanças começaram a avaliar os sinais exteriores de riqueza !!!!!

Não sendo funcionário público mas trabalhando para uma Instituição Pública, nunca concordei com a conversa com que vens, essa mesmo sim, bem gasta e depreciativa em relação a quem trabalha para o estado, achando que é deles, a culpa dos males do mundo...ou aliás, dos seus males justificando assim todos os meios para atingir os fins.

Esses que tal o dizem esquecem-se que são os médicos que os salvam nos hospitais; os professores que educam os seus filhos e os governantes que com dedicação e muito sacrifício dão o melhor de si, funcionários PÚBLICOS.

Eu lido com subsidios do estado e sei do que falo, não fujo às minhas obrigações que com ORGULHO cumpro, sem chico-espertismo de samba!

Empreendedorismo sim, precisamos, mas tb muito menos subsidiodependência oportunista e incumprimento !

Temática interessante!

Pedro Ferreira, Visconde de Cunhaú disse...

Estás a falar de sectores chaves do Estado. Mas há por aí muita secretaria da sub-secretaria completamente dispensáveis.
E não tenho dúvidas! Um dos grandes factores de ruína do país é um Estado demasiado pesado.
Mas não há meio da dieta ter início...

LoiS disse...

Isso é facílimo de criticar!
Que tal elogiar o Governo através da secretaria de estado do tesouro por ter dado ordem de marcha à pretensão de isentar os "heróis/salvadores da nação" de impostos !

Lígia disse...

olha eu trabalho com subsidios e empreendorismo, e uma coisa é certa este país inventou uma nova droga e tornou-se dependente dela. A subsidiodepência não se vê só na malta que tem grandes carros e empresas, o chico esperto que vai fazer cursos de formação à espera que pinga tb é típico. Sabes qual é a primeira pergunta que um men desses faz? "E pagam?". Enquanto andar-mos assim não há volta a dar. Eu pessoalmente acho que deviamos emigrar todos, deixar o país deserto :) os espanhois que viessem e resolvessem :D

LoiS disse...

Quanto à tua anotação a respeito dos espanhóis, já em tempos discutimos isso aqui o que provocou uma reacção de um Skin de estimação !!! Cuidado !!! lol

Lígia disse...

ops!!!! ***Slaps herself*** já tou calada

LoiS disse...

Não te cales, não é o sítio para ficar calada este meu canto!

Yashmeen disse...

Tive uma empregada doméstica de Rebordosa, a D. Adriana. Boa gente, gente simples...
Eu sou portuense e dou-te razão: esses empresários do Norte dos Ferraris declaram 90 contos por mês aos impostos, pagam mal aos empregados, despedem a torto e a direito, fomentam a imigração ilegal, não cumprem as políticas de higiene-segurança-justiça no trabalho, implementam verdadeiras políticas de terror e um feudalismo absurdo nas suas fábricas, entre outras coisas... e sei do que falo porque trabalhei para uma empresa americana que fazia auditorias a essas fábricas e apareciamos de surpresa para entrevistar empregados.

Anónimo disse...

Where did you find it? Interesting read » »