quarta-feira, 15 de março de 2006

A crueldade da vida

A gestão de conflitos é uma coisa forte. Por vezes eu com a minha aparente calma estou a incendiar mais uma discussão numa cena de atrito do que quando me atiro para cima do outro com argumentação bruta. Confesso que ao longo do tempo tenho utilizado a táctica do inerte/intocável, postura por vezes provocatória.

Isto serve para referir que me tenho confrontado com momentos de grande stress e de grandes discussões, também a altura não é para menos, estou em processo de mudança de casa e a tralha que tenho é mais que aquela que alguma vez julgaria ter. Mais, irei passar por um período de 2 noites em que estarei na minha casa que já não é minha, não sei se apanharam. Escritura de venda e escritura de compra em dias consecutivos, a minha sorte é que quem me compra espera, pois, compra antes de eu ter comprado e só após a escritura da minha compra é que eu terei outra casa para mim – sorte aqui pois os vendedores, divorciados prematuros, já por lá não andarão no dia da escritura.

Por falar nisso, comprei uma excelente casa a um casal que se desentendeu, nem se falam praticamente e a casa, pertença de ambos, com apenas 2 anos e muitas qualidades, foi negociada por mim, de forma activa, uns bons 20 mil euros abaixo do preço que entendo ser o real. Também eles o devem ter feito ao construtor – penso para me reconfortar - acho é que venderam a casa sem nenhuma mais valia – a urgência e a minha intransigência assim o ditou ! um bom negócio portanto, todos os indicadores que tenho o apontam.

Este tipo de negócios já sei como se faz.

Aprendi à minha custa !!!

Mas isto também para referir que tudo está bem quando não começa a estar mal, é de facto assustador...como se fazem planos de vida e tudo acaba num ápice, com patrimónios de sonhos criados a dois a serem deixados; abandonados; negociados; apressadamente vendidos para que nunca mais nada recorde que aqueles seres eram um só !

Poesias...são lindas de facto. A crueza da vida não o é realmente !

8 comentários:

silva disse...

Lois que agitação que anda a tua vida! pois é mudanças é sempre um stress, quer seja de emprego, quer seja de casa. mas mesmo assim acredita que tives-te muita sorte neste processo todo! Nem quero é imaginar como estará a tua casa... :) deves já andar a dormir no chão, queres vestir uma roupa e nem sabes onde ela anda!:)
ainda bem que a tua mudança está perto porque senão ainda aparecias por aqui de pijama! lol ...
ja sabes q se precisares de uma mãozinha podes sempre contar comigo.
depois eu quero ver se sou convidada para a inauguração :)

beijinhos

Maria disse...

Faz realmente confusão ver uma relação que deveria ter funcionado terminar, no entanto, hoje em dia as coisas são muito apressadas e portanto muitas vezes dizem-se coisas na pressão do "momento" que não correspondem à realidade.

Numa sociedade cada vez mais de pronto a, seja pronto a vestir, pronto a comer, pronto a sentir ou pronto a pensar, as pessoas sentem-se cada vez mais pressionadas a viver um conto de fadas que o dia-a-dia, mata.

Não me volto a oferecer para te ajudar na mudança, sabes como me contactar.
Quanto à inauguração da casa. EU VOU!
Beijocas,
Marie

Salta Pocinhas disse...

ena, ena, tanta ajuda!
pois aqui a Saltimbanco não ajuda nada que está geograficamente longe (e tem a miúda sentada em cima do joelho a balançar-se perigosamente, mas isso são outros quinhentos!)
finalmente arranjei tempo para te linkar :)
à inauguração não vou... já sabes o motivo ihihih mas uma foto de um recanto mais impessoal seria uma ideia a ponderar.
vamos todos escolher o recanto mais piroso das nossas casas, fotografar e postar! era uma ideia e pêras, hein? que me dizes? podíamos formar quase um movimento dos recantos pirosos na blogosfera :P
fui!
beijinhos

marta disse...

A mim já nada me surpreende, acho que já acredito em tudo! :) Parece que cada vez mais as pessoas sabem menos estar sozinhas e se iludem mais com a palavra "amor" e que depois acaba num instantinho! :) Mas porém o suposto " casalinho" lá terá as suas razões!
Olha eu acho q tb voto nessa onda do silêncio!
Boa sorte nesta tua nova fase de mudança...:)

Maria disse...

Marta,
já viste um touro a fazer mudanças? É uma piada, he,he,he

marta disse...

Realmente é irónico! ehhh
Mudanças lentas, muito lentas, não muda antes de ter a certeza que vai para melhor, que vai ter estabilidade q chegue e q a casa tem q ter aquela mobília xpto :)))...mas tb qd muda, muda de vez! :))) Ah ganda touro! lolol

Maria disse...

Por acaso é uma das características de Touro, logo depois da teimosia, que acho que tenho a sério...ou seja, odeio mudanças sem rede...às vezes pergunto-me se terei salvação... mas também nunca deixei de fazer a minha vida por isso.
Beijocas,
Marie

Maria disse...

Eu sei que ainda és vivo, mas importaste de escrever alguma coisa de novo, desta feita já na tua toca nova?
Beijocas,
Marie