terça-feira, 6 de dezembro de 2005

Uma máxima

Acho que os meus amigos devem ler, opinar, e meditar sobre uma máxima que eu aprecio muito. Trata-se de uma frase que devemos pensar sempre quando as coisas começam a correr mal:

- AQUILO QUE NÃO NOS MATA, TORNA-NOS MAIS FORTES

Divaguem sobre esta frase, já que para muitos esta é, a verdadeira frase que nos dá o milagre da força da vida! ( esta agora pareceu uma de um tipo da IURD porra !!! ).

O que me leva a concluir outra coisa:

- SE NÃO QUERES O TEU INIMIGO MAIS FORTE, MATA-O !!!!

7 comentários:

silva disse...

Na vida todos traçamos objectivos pois se assim não fosse porquê viver! o que acontece é que muitas vezes para alcança-los, a vida prega-nos partidas que nos tenta derrobar. Com essas partidas é que nos fazem crescer e aprender a viver. É apenas uma questão de tentar vencer obstaculos...

PS: Desculpa lá o discurso sério :)

migas disse...

Nesta quadra que atravessamos, a Natalícia, não creio de se deva levar isto muito a sério. Que tal, ou se já não, pensares na prenda de Natal 2005 que vais ter o prazer de me dar?

Nota: opina um amigo.

Ah,um Feliz Natal para ti também, e ... ano novo - "máximas novas"

LoiS disse...

Essa do "mata-o" é um exagero, não levem à letra !!!!

Sentido figurado amigos !!!

freemind disse...

oh silva, mas achas que para quem escreveu o posto lá é possível ter diálogos sérios??!!

Andorinha disse...

Eu costumo dizer:o que arde cura! Parecido com o "aquilo q não nos mata, torna-nos mais fortes".
Verga mas não quebra! Tb é bom!

Agora matar o inimigo...sou mais do estilo:se o queres vencer,conhece-o. Ou então:mantém-te sp por perto dos teus inimigos.
;) Isto se os quisermos aniquilar, claro! lol

LoiS disse...

Já fui aniquilado algumas vezes e aprendi. Como defesa o ataque é o melhor !!! o contrário do futebol !!!

Lições de "Krav Maga", mas mais, logo após um mortífero ataque, devemos bater rápidamente em retirada, sem demoras !

Andorinha disse...

uiuiui! Medo...mto medo!!!

E jogar à retranca pra quem proclama o Vive o Momento, parece-me, no mínimo, contraditório...incoerente!!