terça-feira, 29 de julho de 2008

Férias e destinos

O comando marítimo do sul decidiu proibir as massagens nas praias algarvias. A justificação para esta proibição está relacionada com o receio de eventuais fins mais quentes de massagens que até podem começar inocentes.

Estive recentemente em Palma de Maiorca e no Algarve. As diferenças são muitas: num sítio paguei menos de €7 por um litro de Sangria divinal, noutro paguei €9 por 0.75lts de vinhaca reles; num sítio aluguei uma bicicleta por €5/dia, no outro, vi que o dia de bicicleta ficava por €9, ainda por cima num local sem grandes condições para se andar.

O Algarve que tanto gosto está desesperado a querer fazer dinheiro, tudo e já!

As massagens que a notícia fala são prática comum nas praias de Palma, feitas por orientais embora tenha igualmente visto caucasianas a fazê-lo. Nem sempre mulheres esbeltas mas notoreamente entendidas no assunto e sem que nada de sexual aparentasse. Massagens na praia, à vista de todos.

As diferenças são muitas, em destinos com o mesmo produto turístico - Sol e Mar.

Conservadorismo, ganância, falta de visão inovadora!? Talvez! Não nos esqueçamos é que vivemos num mercado globalizadíssimo e cada vez mais concorrencial.

Boas férias, eu já fui!

1 comentário:

o turista disse...

Carissimo, pelo que sei, encontra pelo menos, massagens em Tavira, no espaço da empresa Vida é Bela e também na praia da Albandeira, no lounge do Figo e do Paulo China. Paga é cerca de 20€ por meia-hora... Mas para ficar mm relaxado, nada como 1 hora de pancadaria. BOOOOXEE!!!