terça-feira, 29 de abril de 2008

Redemption Post

Sorry por postar pouco!
Sorry por não visitar ninguém!

Mas...

Tenho alturas em que estou mais virado para outras lides e mais fixado noutras tarefas.

Não deixei de ter esta cabecinha a pensar à minha maneira, não! E tanta coisa que queria escrever e tantas outras que gostaria de ter opinado por escrito (as mais recentes):

-invasões de esquadras
-treino de polícias pelos BOPE do Brasil
-eternas posições anti-polícias dos radicais de esquerda
-eternas demagogias dos representantes da nossa direita
-agonia do PSD
-agonia do Benfica
-estado muito próprio do "ser português"

Bem, mas deixo ao livre arbítrio dos meus queridos pois imaginam o que eu diria em cada um destes exemplos aqui retratados.

Já agora, aconselho a que vejam o filme dos BOPE "Tropa de Elite", ainda estou sob o efeito desse, vi-o ontem! link: http://www.tropadeeliteofilme.com.br/

Bjs e abraços e Até Já

5 comentários:

Maríita disse...

Nem acredito que escreveste um post...

Ainda acredito menos que menciones o Benfica e essa tragi-comédia que é o PSD.

Tenho saudades tuas!

Beijos,
Marie

Capitão-Mor disse...

Acho que concordas com ideia de que precisamos de uns tantos capitães Nascimento em Portugal!
Ok, lá está a tal coisa. A velha esquerda diz que o filme é fascista! :)
Abraço

lélé disse...

Não tem havido falta de temas marados, lá isso é verdade!... Mas, se andas virado para outras "lides", que te sejam elas mais agradáveis, que opinar no blog...

Rubi disse...

Também ando assim, com vontade mas sem tempo. Beijão

Breaking the Waves disse...

Estás perdoado :P

Especialmente porque vais à Ilha e é preciso ir em paz... lol! Oh p'ra mim feliz que não estou lá, ehehehehe! Se estivesse teria muito gosto num cafézito, mas não estou, vai ter mesmo que ficar para uma próxima, mas no Contenente.. lol

Bjs

PS: Quanto ao muito que haveria por escrever, não te preocupes creio que ainda chegarás a tempo para escrever, assim como assim andamos neste marasmo, à deriva, creio que nem tão cedo passará.