quinta-feira, 13 de setembro de 2007

Trance music


O Trance é uma das principais vertentes da música electrónica. Criado no início da década de 1990 e apresentando uma evolução considerável e de liderança musical neste novo século, o género é o preferido pelas “faunas” noctívagas europeias que idolatram a música de dança.

Este género é caracterizado por bpm (batidas por minuto) compreendidas entre as 130 e as 160, apresentando partes melódicas de sintetizador ou voz e uma forma musical progressiva durante a composição, quer seja de forma crescente (por isso conhecido também como progressive) ou apresentando quebras. O estilo é derivado do house e do techno, embora o Trance emane uma melodia não característica no techno, mais ligado a sons industriais e menos orgânicos.

A tradução literal do termo Trance para português é transe (inconsciência). O nome resulta das batidas repetitivas e melodias progressivas características deste género musical, que levam o ouvinte a um estado de transe e de libertação espiritual enquanto ouve estas sonoridades. Vulgarmente também dizemos que o Trance é a música de dança com alma.

Uma nota importante, não confundir este estilo musical com o trance-psicadélico ou goa-trance, que mais não são que outras derivações dentro do género electrónico, diferentes do que aqui refiro.

Os melhores DJs mundiais: Paul Van Dyk; Armin Van Buuren; Tiesto, só para citar os actuais nºs 1; 2 e 3 do top mundial de DJs e as maiores produções musicais ligadas à musica de dança, têm como sonoridades tocadas o Trance. * (ver e ouvir o 3º vídeo a contar de cima, aqui no lado direito – video da semana).

Portugal não seguiu a tendência da música electrónica a nível europeu, tendo evoluído nas suas festas e locais de culto apenas na vertente mais industrial e tribal. Um exemplo disso é o género tocado pelo nosso DJ mais internacional, o conceituado DJ Vibe (Tó Pereira, para os cotas que como eu o conhecem desde os primeiros tempos).

O techno ou “martelinhos” (definição dada por muitos dos menos abertos a estas sonoridades) é o rei das nossas pistas de dança, não existindo espaços vocacionados para o Trance.

Com o objectivo de impulsionar o Trance, bem como os locais para usufruição deste tipo de música, os meus amigos Djs e fãs deste estilo musical, conseguiram um sítio que tanto queríamos para dar o pontapé de saída desde ambicioso projecto.

Apareçam no próximo dia 29 ;)

12 comentários:

blackstar disse...

Ai é um convite assim para a blogosfera? Ai é? Então, vou amuar... ;)

LoiS disse...

Queremos muitos, muitos !!!!

Não amues sff ;)

LoiS disse...

E muitas, CLARO!

silva disse...

Vais estar lá com q posição:
Organizador? Porteiro?, DJ? ou apenas como participante? lol :)

Temos então q combinar isso melhor.

beijinhos

LoiS disse...

Estarei na pura diversão.

DJs estão lá profissionais, porteiros os da própria casa, mas claro ajudo os amigos na organização e promoção ;)

Rubina disse...

Fiquei curiosa em saber mais sobre o trance, mas não vou poder ir à festa :) Jokas

Anónimo disse...

Se calhar ainda apareço pra vender umas garrafinhas de água lá na porta!!!! :)

Anónimo disse...

Este comentário acima é da autoria do capitão-mor!!!

LoiS disse...

Oi amigo Capitão. Podes ter alguma razão, mas tb n julgues todos assim, existe muito mito, é como julgar todo o pessoal do Rock como sendo heroinómano ;)

Bem mas a água será a minha bebida por um motivo:

Quem conduz n bebe alcool ;))))))

Lígia disse...

se puder tou lá batida babe :)

Lígia disse...

ops desculpa essa cena do babe :/ muito hábito em chamar iss ao epssoal aqui do escritório, foi mau

Anónimo disse...

Lois

tens que ir vestido de branco?

como vais fazer com os slips castanhos?

Artur