segunda-feira, 6 de novembro de 2006

E o pato cantou

Uma das coisas que o Augusto gosta de fazer é cozinhar. Não faz com grande jeito outras coisas em casa, passar a ferro é mesmo trabalho para profissionais e no que respeita a limpezas, para além daquilo que as máquinas ajudam, limpa apenas o pó às coisas superficialmente. Augusto não cozinha todos os dias, mas quando o faz tenta superar-se com preceito.

Mandou-se para um arroz de pato, versão “especial gourmet”, neste fim-de-semana. Essa labuta deu-lhe notoriedade, confiança e deu azo a um grande brilharete. A coisa ficou mesmo divinal, no entanto, o que interessa nesta história é outro facto: enquanto fazia essa obra prima, foi fazendo um beberete com uma garrafa de litro de cerveja que repousava no frigorífico. A garrafa, “por artes mágicas”, abriu e fechou-se inúmeras vezes até ao seu fecho definitivo para repouso no caixote do lixo. A somar ao facto de se encontrar de estômago vazio, no final da confecção, Augusto já ouvia o pato cantar do lado de dentro do forno.

7 comentários:

Capitão-Mor disse...

Um arroz de pato saídinho do forno agora vinha a calhar! :)

Maria disse...

hehehehehe! Essa cervejinha marota!

Beijocas

APC disse...

Ai, Augusto, Augusto, que confeccionaste um texto tão patusco! :-) Lindo jantareco, ao som do grasnar do patareco!
Para a próxima é trocar a ordem: embebedas o pato, e não o cuco (o mestre-cuco, claro).
Parabéns pelo sucesso (foi mesmo, ou também o imaginaste?;-)))
:-*

LoiS disse...

hehehehe, quando se gosta de cerveja e o trabalho na cozinha aperta...só pode dar um resultado: um patareco a grasnar no interior das labaredas !

Xuinha Foguetão disse...

Tu dá-lhe Augusto!

Ahahahahaha!

Jade disse...

E quem é o Augusto?
Esse arroz de pato faz-me lembrar um que eu degustei nas férias num restaurante sugerido pela revista Sábado - Tia Rosa, passo a publicidade, que fica em Melides - e acompanhado no final por farófias que engordam horrores.
Beijos doces!

LoiS disse...

Jade:
Sai um leite creme e um toucinho do céu se adivinhares !