quinta-feira, 20 de julho de 2006

Percentagem de funcionários públicos na Europa


Contrariamente àquilo que reiteradamente e enganosamente afirmam os nossos governantes, os nossos Belmiros de Azevedo, os nossos Medinas Carreira, as nossas Fátimas Campos, os nossos iluminados analistas político/económicos que diariamente temos de suportar na televisão e nos jornais e que adulteram
com a maior ligeireza os indicadores que manuseiam a seu belo prazer, e que, de repente, tudo sabem sobre a "Função Pública", contrariamente ao que diz esta gentalha, a percentagem de Funcionários Públicos na Europa é bem diferente da mentira que nos vendem esses senhores. Ora vejam:

Assunto: PESO DOS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS NA POPULAÇÃO ACTIVA:
(Fonte EUROSTAT, publicado no Correio da Manhã)
Suécia .. 33,3%
Dinamarca ..30,4%
Bélgica .. 28,8%
Reino Unido ..27,4%
Finlândia ..26,4%
Holanda .. 25,9%
França .. 24,6%
Alemanha .. 24%
Hungria .. 22%
Eslováquia ..21,4%
Áustria .. 20,9%
Grécia .. 20,6%
Irlanda .. 20,6%
Polónia .. 19,8%
Itália .. 19,2%
República Checa..19,2%
PORTUGAL .. 17,9%
Espanha .. 17,2%
Luxemburgo .. 16%

Não há, pois, funcionários públicos a mais. Há sim uma distribuição não correcta, o que faz com que existam sectores em falta e, outros, em excesso.
Por exemplo, a reforma da administração pública que é imperioso que seja feita, deverá começar por mudar a realidade dos dados que nos indicam que cada ministro (deste e dos anteriores governos) tem, ao seu serviço pessoal e sob as suas ordens directas, uma média de 136 pessoas (entre secretários e subsecretários de estado, chefes de gabinete, funcionários do gabinete assessores, secretárias e motoristas) e 56 viaturas: estamos a falar em CINCO vezes mais que no resto da Europa.

Há "respeitados" analistas, ligados ao mundo empresarial, que querem a diminuição cega dos funcionários, apenas para que as empresas privadas em que, directa ou indirectamente têm interesses, possam ser contratadas para fazer serviços públicos ("Outsourcing")!!!!

Por último refira-se que: Se serviu para alguma coisa, o «programa dos Prós e Contras» da RTP de 22 de Maio passado, foi que, quando os compadres se zangam, sabem-se as verdades. E a verdade que saiu do programa da RTP foi que temos uma comunicação social corrupta e ao serviço de quem tem muito dinheiro.

Nestes programas, a ideia que mais uma vez a comunicação social vendeu à opinião pública (a qual foi repetidamente alardeada pela Fátima Campos e seus usuais convidados), foi a da necessidade de 200 mil despedimentos na função pública.

No entanto, como acima está demonstrado pelas estatísticas europeias, resulta claro que somos o 3º país da U.E. com menor percentagem de funcionários públicos na população activa.

Assim se informa e se faz política em Portugal.

12 comentários:

Lígia disse...

porra! tás chateado :). Mas sim não há FP a mais, estão é no sítio errado ou fazem de menos

LoiS disse...

Email recebido que me deixou a pensar. Será que é do interesse de alguém o outsourcing feito por empresas propriedade sabem lá de quem?

Maria disse...

Este tema é muito interessante, mas resume-se a uma questão de eficiência não é? De que me serve ter 5000 recursos humanos se nenhum serve para a posição que eu necessito? Ou seja, a função pública deve ser distribuida por onde é necessária, reciclada, e deve-se ter o cuidado de escolher a pessoa certa para cada função.

TONY, Duque do Mucifal disse...

LOIS e onde está a estatistica da eficácia? com toda a certeza Portugal estará no fundo do pelotão. Olha, basta vermos os funcionários publicos que trabalham em Musus, basta ver os funcionários publicos que trabalham em repartições públicas, basta ver os funcionários publicos das Camaras Municipais. Segundo o tabloide que acabaste de citar, 2 funcionários publicos foram detectados com alta taxa de alcool após o almoço. Onde? Na CM AZAMBUJA! O que fazer com estes 2 individuos? Despedi-los.
Agora deste numa de corporativista? Olha que ainda passas para a esquerda...
Um abraço,
Tony

LoiS disse...

Tony Tony
Na soares da costa apanharam 6 trolhas bebados num andaime!
Na fábrica de rolhas apanhram o chefe de secção a montar em cima de um servente.
Na Renault Portuguesa duas comerciais trabalhavam sobre o efeito de drogas...
Bem esses exemplos n pegam !!!
Pegam os de falta de motivação, má distribuição de pessoas, muito trabalho para poucos e pouco para muitos. A merda dos trabalhos da FPública está nisso. Má distribuição!!!!

TONY, Duque do Mucifal disse...

ok...a mobilização na FP´é um problema. Mas repara a falta de motivação não é culpa do Público. E não temos de levar com isso quando vamos a uma repartição pública. E depois há quem esteja a falar do Futebol e das Novelas enquanto os utentes de aglomeram em filas para serem atendidos por autênticos robos. Se querem reivendicar, primiero humanizem o atendimento ao Publico. É óbvio que há honrosas excepções e tu sabes a quem me refiro. Mas a tradicional FP é o pior exemplo no atendimento.

LoiS disse...

E sabes pq...não existem prémios de produtividade e de vendas !!!!
Uma "regalia" das empresas !!!!
Afinal trabalham por obrigação e sabem lá em que condições!!!!!
Nc me queixei do atendimento de uma loja do cidadão, aliás, nem sei como é que aquela gente consegue estar horas a fio a aturar pessoas sendo algumas dessas que se atendem autênticos anormais !!!!

TONY, Duque do Mucifal disse...

Lois, reglias há e muitas na FP. Pontes, horas extraordinárias...e os dirigentes da FP com carrões, cartões de crédito, despesas de representação...enfim...eu sei que quem está no balcão de repartição não tem essas regalias e em dias de calor é bem capaz de nem ter uma ventoinha ao pé dele. Não podemos generalizar. Mas agora pensa nisto...estás desempregado e és mal atendimento num centro de emprego...que cenário!

Pedro Ferreira, Visconde de Cunhaú disse...

È lindo ver o Lois defender a sua dama com unhas e dentes! :)
Estou do lado oposto. Privatização ao máximo! Até as prisões deveriam ser privatizadas...
O mundo deve-se reger pela lógica da eficácia e produção. E não há dúvidas que no sector privado, quem não anda na linha mais rapidamente leva guia de marcha.

LoiS disse...

El Pedro:

Privatizem a saúde...fixolas!
Já agora a educação e pq não a justiça!
Sabes, afinal isso até já acontece, os ricos têm a melhor saúde, o acesso à melhor educação e justiça por conta deles ;)!

Os exemplos são muitos ;)))

Não sei se conheces a social democracia dos países nórdicos? é isso que eu acho um paradigma de sucesso!

Não o que temos nem o que defendes.

Pedro Ferreira, Visconde de Cunhaú disse...

A social democracia dos países nórdicos está falida apesar de ter sido um modelo exemplar. Mas queres comparar o incomparável? Para já, são povos muito mais sérios e que trabalham a sério. Para não falar do produto per capita que essas nações apresentam não é comparável ao nosso!
Hoje, já reformulam novas saídas para a crise que também já ronda o norte da Europa...

Anónimo disse...

Looking for information and found it at this great site... video editing programs