quinta-feira, 17 de novembro de 2005

Para os ginastas

Ontem experimentei algo diferente, apetecia-me, sei lá, como aquela do “Ferrero Rocher”.

Comecei as aulas de Krav Maga.

A história é esta: tenho ao longo de um mês feito musculação no ginásio. Na passada sexta feira reparei que existia uma aula, bem ao lado dos aparelhos onde eu andava, que atraia uma multidão de entusiastas. Perguntei ao “ginásio man” se aquilo era Body Combat ou algo do género, ao que este me diz que se tratava de uma arte de defesa pessoal oriunda de Israel.

Decidi experimentar e ontem foi o dia. Acreditem, aquilo é interessante e muito objectivo... nada de coisa que um tipo sem força não possa fazer. É mesmo uma arte que nos obriga a pensar e a aplicar da melhor forma os movimentos naturais do nosso corpo em prol da defesa pessoal, ou da nossa vida como gostam de dizer. Ainda hoje dizia, aquilo é um pouco ao contrario das tácticas do futebol, onde se diz que a melhor defesa é o ataque, o ataque no Krav Maga acontece após dominarmos bem a defesa, logo nesta actividade, o melhor ataque é mesmo a defesa.

Numa palavra, gostei.

Bati ( dentro das regras da aula ) numa mulher, ela bateu-me
Bati num autêntico cromo do pugilismo com mais de 100 kilos e ele bateu-me
Bati num africano fortíssimo com cerca de 2 metros e ele bateu-me

Não existem raças, idades, compleições físicas nem religiões que à partida estejam banidas e se sintam excluídas deste desporto. Mais democrata não podia ser o Krav Maga, ou melhor, deixou de ser restrito e saiu da sua toca – actividade reservada às forças de segurança especiais – para ser aprendida por todos nós.

Este fds vou comprar umas protecções para os braços e para os ditos ... e umas caneleiras. É q ali não se brinca e esta defesa envolve ataques nos locais onde mais dói no ser humano.

Vou continuar.

Esta estória de ginásio, futebol, combate, começa a dar frutos. É que cada vez sinto que tenho mais resistência física.

Nesta semana, por exemplo, foi a primeira vez que joguei futebol sem necessitar de me encostar à baliza a fazer de Ricardo para descansar.

Boas actividades para todos, amanhã estarei a distribuir o meu charme e o meu paleio pelo Porto !

9 comentários:

freemind disse...

Charme?? Qual??? eh, eh, eh...

Uma coisa apenas: "É mesmo uma arte que nos obriga a pensar..." tenho de te perguntar: então como pensas tu praticar alguma vez esta arte??

LoiS disse...

Numa frase:
Adoro-te Free, como adoro porrada!
IRRAAAAAAAAA

freemind disse...

ainda bem que gostas... asminhas técnicas estão cada vez mais aprimoradas... ainda bem que não costumo morder a minha língua...

LoiS disse...

Vê lá se te a mordo eu !
Estou vacinado !

freemind disse...

Coitado... isso querias tu!!!Mas nem com anos de Krav Maga lá chegavas!!

LoiS disse...

Vou comprar as protecções este fds e combinamos uma luta

freemind disse...

A melhor luta que se pode fazer não requer dessas protecções... é a psicológica... e aí já sou diplomada!! Lamento informar... tens derrota garantida

LoiS disse...

Quanto mais me bates ...
Quando digo não ...

Silva disse...

epá Lois estou a ver que te estás a tornar um craque da "LUTA" :) tenho de ter cuidado contigo!!
eu sei que a "porrada" liberta o stress e a mente, mas vê lá se não te envolves a serio e depois andas para aí ao pontapé a toda a gente... :))